Você sabe o que é value investing? Entenda mais!



Alguma vez você já ouviu falar em value investing? Essa estratégia de investimentos surgiu muito tempo atrás, mas continua sendo uma das principais metodologias utilizadas por quem investe no mercado de capitais.

Para se ter uma ideia da dimensão dessa estratégia, o maior investidor de ações de todos os tempos, Warren Buffett, a utiliza como principal parâmetro para balizar os seus investimentos. Sendo assim, é de se imaginar que essa técnica seja muito eficaz, não é mesmo?

Neste artigo, vamos abordar todos os pontos pertinentes ao assunto e explicar exatamente do que se trata o value investing. Quer saber mais sobre o tema e aprender a aplicar seu dinheiro como o maior investidor da história da Bolsa de Valores? Então, continue lendo o artigo!

O que é o value investing?

No mundo dos investimentos financeiros existem uma enorme gama de modalidades para os diferentes perfis de investidores. Obviamente, cada uma delas conta com as suas particularidades e especificidades, encaixando-se melhor a cada tipo de pessoa de acordo com características e interesses individuais.

Dentre as mais diversas modalidades, o value investing se destaca por ter entre seus adeptos os maiores nomes da história do mercado de capitais, como Warren Buffet e Benjamin Graham.

Em tradução literal, podemos descrever o value investing como “investimento em valor”, o que resume bem seu conceito fundamental. De maneira geral, essa estratégia de investimentos consiste na análise fundamentalista das empresas.

Os value investors buscam por ações que, naquele momento, estejam sendo negociadas a uma cotação menor do que seu valor intrínseco. Em outras palavras, os investidores estão constantemente em busca de ativos que estejam depreciados pelo mercado, sem que haja alguma razão aparente com a empresa propriamente dita.

Se você parar para pensar por um instante, essa estratégia faz todo o sentido. Afinal de contas, a oscilação de preços no mercado financeiro pode ser explicada por vários motivos, mas existe um em especial que é o principal responsável por aumentar a volatilidade das cotações: a lei da oferta e demanda.

Quando existem muitas pessoas querendo comprar algo que poucos vendem, o preço desse produto tende a subir. O inverso dessa situação também é verdadeiro: quando muita gente quer vender algo que poucos procuram, o preço daquilo tende a diminuir.

Note que o preço em si, não necessariamente, informa se esse produto é bom ou ruim. E o mesmo acontece no mercado de ações.

Uma empresa que esteja com preços menores não perdeu, necessariamente, seus fundamentos. Ela pode continuar sendo uma boa empresa, e são essas oportunidades que o value investing busca encontrar no mercado.

Quais são as vantagens e desvantagens da estratégia de value investing?

Uma das principais vantagens do value investing é que essa estratégia elimina as compras aleatórias realizadas pelos investidores sem rumo. É muito comum que as pessoas se deixem levar pela emoção e pelo momento para fazer um investimento, e, com o value investing, isso não acontece.

Na maior parte das vezes, os value investors não tomam suas decisões sem antes embasá-las em fundamentos e tem confiança inabalável nos números, mesmo diante de quedas ou crises.

Isso ocorre porque eles compram partes do negócio e não simplesmente ações. É a famosa mentalidade de ser tornar um sócio da empresa e não apenas especular com sua cotação.

Além disso, outra vantagem do value investing é a redução de custos de investimentos. Investidores que fazem operações em Day Trade têm gastos muito elevados, já que cada transação envolve uma taxa. Imagine fazer centenas delas por semanas, milhares por anos? É um dinheiro significativo.

Por outro lado, o value investing poupa os investidores de gastar frequentemente com essas operações, já que o pensamento do investimento é a longo prazo.

Entretanto, o value investing também tem suas desvantagens. A começar pelo controle emocional que, compreensivelmente, nem todos os investidores têm.

Investidores de valor encontram as melhores oportunidades exatamente em momentos de crise e pânico, quando os preços caem consideravelmente. Mas, para investir em momentos assim, é preciso muita coragem e frieza, que nem todos têm.

Além disso, investimentos são quase sempre imprevisíveis, principalmente se os considerarmos em longo prazo. Em alguns anos, muita coisa pode mudar para melhor ou para pior, e, se você pretende aplicar seu capital com a estratégia de value investing, é importante estar ciente disso.

Quais são os pilares dessa estratégia?

Sem sombra de dúvidas, todos os pilares da estratégia de value investing consistem na análise fundamentalista de ações. Esse conceito consiste em descobrir a verdadeira saúde financeira e operacional de uma determinada companhia antes de tomar a decisão do investimento em suas ações.

Ao analisar os balanços patrimoniais das empresas em uma linha do tempo, é possível compreender como anda a performance desse negócio. Ele melhorou ou piorou nos últimos anos? Quanto seu lucro aumentou ou diminuiu? Como as despesas estão influenciando o resultado?

Essas e outras diversas informações cruciais são obtidas por meio da análise fundamentalista de ações. Além disso, é preciso entender alguns conceitos de micro e macroeconomia para compreender o cenário que a empresa se encontra.

Em alguns casos, podemos notar companhias que têm uma performance melhor ou pior de acordo com as circunstâncias econômicas do momento. Por exemplo, no cenário atual, empresas que têm suas receitas vinculadas ao dólar estão em viés de alta, graças aos seguidos recordes da cotação da moeda americana. No caso delas, quanto mais alto for o dólar, mais receita será gerada.

Tudo isso engloba a análise fundamentalista de ações e, consequentemente, a estratégia de value investing. Portanto, é preciso se dedicar para entender todos esses fatores antes de se tornar um adepto dessa metodologia de investimento.

Ao longo deste post você conseguiu compreender, de forma sucinta, o que é, quais são as vantagens e como utilizar a estratégia de value investing. Se você pretende investir a longo prazo, sem sobra de dúvidas essa pode ser a sua melhor alternativa.

Ao fazer uso das técnicas de análise fundamentalista e controlar suas emoções, a chance de sucesso no mercado financeiro aumentam significativamente com o passar dos anos. Portanto, seja paciente, estude e tenha confiança nos números, pois eles raramente se enganam.

O que achou do nosso artigo? Conseguiu aprender tudo sobre value investing? Então, não perca tempo e assine agora a nossa newsletter! Dessa forma você receberá conteúdos exclusivos do nosso blog diretamente no seu e-mail!


Luana Dennis

Luana Dennis é analista de conteúdos da WeInvest. Como uma grande entusiasta das transformações que a educação financeira e o investimento inteligente e estratégico podem trazer na vida das pessoas ela visa sempre acompanhar de perto o mercado financeiro para produzir conteúdos de alto padrão.


Posts populares: