O que é mercado de capitais? Saiba como funciona esse investimento



Sabe qual é o significado de mercado de capitais? Trata-se de um termo técnico ligado ao mercado financeiro e, por esse motivo, muitas pessoas apresentam dúvidas em relação a esse assunto específico.

No entanto, neste artigo deixarei esse conceito mais claro, ajudando você a conhecer um pouco mais desse tema. Assim, poderá verificar se vale ou não a pena investir o seu capital nessa aplicação.

Está interessado em saber mais sobre esse assunto? Neste post, explicarei detalhadamente o que é o mercado de capitais, qual é a relação entre o mercado imobiliário e o de capitais, como funciona essa última aplicação e quais são as melhores práticas para as pessoas interessadas em investir em capitais. Acompanhe!

O que é o mercado de capitais?

O mercado de capitais faz referência a um setor do sistema financeiro que se responsabiliza por realizar a intermediação das negociações entre as pessoas interessadas em captar recursos com a intenção de financiar projetos e os indivíduos com interesse em investir. Nesse momento, é comum surgir a seguinte dúvida: esse mercado é um tipo de crédito ou empréstimo?

Não podemos fazer essa afirmação. Isso porque a relação é diferente no mercado de capitais. Esse relacionamento não é feito por meio da mesma forma que os tradicionais empréstimos bancários ou outras operações de crédito similares, mas a partir da negociação de ativos. Podem ser as ações, debêntures etc.

Qual é a relação entre o mercado imobiliário e o de capitais?

Existem vários tipos de ativos que são distribuídos no mercado de capitais. Entre eles, estão os investimentos de renda variável, ou seja, as aplicações que apresentam uma rentabilidade não previsível e que, portanto, variam bastante. O investidor se arrisca mais, no entanto, tem mais oportunidades de obter melhores retornos.

Dentro dessa categoria de investimentos de renda variável, há os ativos referentes ao mercado imobiliário. Apesar da crise econômica pela a qual o país passa, há grandes chances de esse mercado expandir nos próximos anos.

Segundo a FGV, o déficit habitacional brasileiro é superior a 7 milhões de casas. Além disso, nos últimos anos, o setor imobiliário expandiu bastante por meio da captação dos recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

Esse fundo ainda é importante para a arrecadação no setor, no entanto, a tendência é que não consiga dar conta da demanda com o passar do tempo. A Abecip projeta alta no financiamento imobiliário, mas, por outro lado, as operações que se baseiam no FGTS devem cair. Nesse cenário, o crescimento do mercado imobiliário dependerá bastante do mercado de capitais.

Como funciona o mercado de capitais?

O mercado de capitais, na prática, estimula os investidores a aportar parte do seu capital com a intenção de alcançar bons retornos. Além disso, ele também facilita a captação de recursos por parte das empresas. Dessa forma, podemos afirmar que ele é bastante relevante para a economia. 

A Comissão de Valores Mobiliários se responsabiliza por fiscalizar e regular o mercado de capitais. Os títulos negociados são de renda variável e, como destaquei anteriormente, eles têm maior risco e, portanto, são mais voláteis. Por conta dessa característica, é fundamental desenvolver um ambiente de negociação confiável e transparente.

Por esse motivo, a CVM estabelece normas que devem ser seguidas pelas organizações que participam desse mercado, justamente com a intenção de garantir maior transparência nas operações.

Entre algumas regras estão a exigência da prestação de informações financeiras e a necessidade de publicar os balanços contábeis, como a Demonstração do Resultado do Exercício e o Balanço Patrimonial. Dessa forma, os investidores conseguem saber se uma empresa, por exemplo, está com muitos passivos, se está dando lucro ou se a organização pode distribuir dividendos.

Caso essas regras sejam descumpridas, pode haver punições. A CVM tem o objetivo de certificar a todos que o mercado funcione dentro das normas estabelecidas.

Quais as melhores práticas para investir nesse mercado?

Nem sempre é fácil investir no mercado de capitais. Por esse motivo, preparei algumas dicas que o ajudarão a fazer melhores investimentos. Entre as principais práticas estão a definição dos objetivos, o conhecimento do seu perfil de investidor, o entendimento do mercado e a diversificação dos ativos. Veja os detalhes sobre cada um desses aspectos!

Definição dos objetivos

Sem dúvida, o primeiro passo é definir os objetivos, afinal de contas, sem eles não saberemos onde devemos chegar. Essa realidade não é diferente em relação aos investimentos. Compreendendo quais são as suas metas, fica mais fácil definir o quanto você deve investir, em quais aplicações e por quanto tempo.

Perfil do investidor

Outra questão a ser observada é o perfil do investidor. Existem três: conservador, moderado e arrojado. Essa questão diz respeito à disposição da pessoa de se arriscar, ou seja, se ela tem ou não receio de perder dinheiro, e também ao grau de conhecimento que ela tem do mercado financeiro.

Como o mercado de capitais oferece aplicações de renda variável, esse investimento é destinado às pessoas que apresentam um perfil arrojado. Dessa forma, é necessário ter bastante conhecimento do mercado financeiro e não ter receio de perder patrimônio. Além disso, essas pessoas procuram oportunidades de maiores lucros e tendem a aportar pensando em longo prazo.

Conhecimento do mercado

Como você pôde perceber, o mercado de capitais é bastante abrangente. Por esse motivo, é muito importante conhecer detalhadamente quais são os investimentos ofertados. Dessa maneira, aumenta-se as probabilidades de você fazer boas escolhas e, assim, obter maiores rentabilidades.

Diversificação

Outro aspecto relevante é a diversificação dos investimentos. Com essa prática, você estará mais protegido contra possíveis oscilações que podem acontecer no mercado financeiro. Isso evita que os investidores tenham grandes perdas.

O mercado de capitais estimula as pessoas a aportar parte dos seus recursos financeiros com a intenção de obter maiores retornos. Trata-se de uma área bastante abrangente, por isso, é muito importante conhecê-la para que você tenha mais segurança no momento de definir quais são os melhores investimentos, de acordo com o seu perfil. Dessa forma, será possível desfrutar dos benefícios das boas escolhas e garantir um futuro próspero com a sua família.

Este post sobre o mercado de capitais foi útil para você? Assine a nossa newsletter e receba mais conteúdos incríveis sobre esse assunto, em primeira mão, no seu e-mail.


Luana Dennis

Luana Dennis é analista de conteúdos da WeInvest. Como uma grande entusiasta das transformações que a educação financeira e o investimento inteligente e estratégico podem trazer na vida das pessoas ela visa sempre acompanhar de perto o mercado financeiro para produzir conteúdos de alto padrão.


Posts populares: