Tipos de ações ordinárias e preferenciais: quais as vantagens e desvantagens?



Entender os tipos de ações e suas principais características é fundamental para quem deseja definir uma estratégia de investimentos e obter bons resultados. No Brasil, a escolha é feita entre ações ordinárias e preferenciais, sendo essa decisão definida a partir de diversos fatores.

Para investir tanto em ações ordinárias quanto em ações preferenciais, é preciso ter uma conta em uma corretora, assim como conhecimento do funcionamento do mercado.

Para ajudar você a entender melhor o assunto, neste artigo, vou falar sobre o que são ações ordinárias e preferenciais, como funcionam, quais são as vantagens e desvantagens de cada tipo e como escolher a melhor para você. Para se manter informado, continue a leitura e acompanhe!

O que são ações ordinárias?

As ações ordinárias (ON) são opções de ativos disponíveis no mercado brasileiro, sendo, no geral, a maior parte dos ativos negociados. Simplificadamente, pode-se dizer que as ações ordinárias são as ações comuns do mercado.

Para orientação dos investidores na Bolsa, as ações ordinárias são identificadas pela combinação de 4 letras da sigla da empresa, mais o número 3. Por exemplo, o nome PETR3, representa as ações ordinárias disponibilizadas pela Petrobrás.

Os donos das ações ordinárias têm o direito de votar nas assembleias, porém, o poder de veto depende do contrato estabelecido. Os poderes de voto e de veto estão relacionados ao número de ações que o investidor tiver, ou seja, quanto mais ativos, maior a influência nas decisões tomadas.

Vantagens das ações ordinárias

Entre as principais vantagens das ações ordinárias, está o fato de que, mesmo tendo poder de voto, o investidor não é responsabilizado pelas dívidas da empresa, uma vez que elas continuam sendo responsabilidade dos controladores dos ativos.

Outro ponto importante é que o investidor tem direito ao tag along, que corresponde a um benefício em ocasiões de troca do controle das ações da empresa. Com o tag along, a empresa compradora tem a obrigação de fazer uma oferta pública para a compra dos ativos pertencentes aos grupos minoritários.

O valor oferecido deve ser de, no mínimo, 80% do valor pago na aquisição do ativo. Todo acionista de ações ordinárias tem direito a participar do prêmio de controle, com garantia da Lei das Sociedades Anônimas. O valor pode atingir até 100%, conforme o estatuto apresentado.

As ações ordinárias são indicadas para quem busca por investimentos de prazo maior, uma vez que com o crescimento do capital da empresa e os retornos ficam maiores com o tempo.

Desvantagens das ações ordinárias

As ações ordinárias são consideradas com o maior risco em relação às ações preferenciais, pois, em caso de liquidação, os acionistas preferenciais são priorizados. Essa desvantagem deve ser considerada com atenção na hora de decidir se as ações ordinárias são as melhores opções, sempre de acordo com o seu perfil de investidor.

O que são ações preferenciais?

Como o nome sugere, ações preferenciais (PN) são aquelas em que os investidores são priorizados em casos de liquidação da empresa ou pagamento de dividendos. O pagamento é feito de acordo com um dividendo obrigatório mínimo.

Assim como as ações ordinárias, as preferenciais também têm um código de identificação que, nesse caso, corresponde a 4 letras da sigla da empresa, mais os números 4, 5, 6, 7 ou 8. Uma ação preferencial da Petrobrás, por exemplo, é classificada como PETR4.

As ações preferenciais podem ser subdivididas em grupos, de acordo com características específicas determinadas pelas empresas.

Vantagens das ações preferenciais

A liquidez é uma vantagem significativa das ações preferenciais, uma vez que são vendidas mais rapidamente em comparação às ações ordinárias. Com isso, os pequenos investidores podem realizar negociações mais facilmente, caso desejem vender as ações.

Outro ponto importante é a vantagem de serem priorizados no pagamento de dividendos. Na prática, significa que, em casos de falência, a chance de recuperar o valor investido é maior. Na hora de tomar a decisão entre o melhor tipo de ações, é ideal estar bem informado e analisar os cenários atuais e futuros.

Desvantagens das ações preferenciais

Em relação às desvantagens, as ações preferenciais não dão direito a voto nas assembleias. Outro ponto é que, caso a empresa seja vendida, não existe direito ao tag along, ou seja, o investidor não tem direito ao prêmio de controle.

Elas só existem no mercado brasileiro, sendo consideradas por muitos como uma espécie de empréstimo feito às empresas pelo investidor.

Como escolher entre os tipos de ações ordinárias e preferenciais?

Escolher entre ações ordinárias e preferenciais é uma decisão que exige conhecimento estratégico por parte do investidor. Para isso, é ideal buscar por informações e aconselhamento de profissionais que entendam do mercado, principalmente para quem é menos experiente.

Um ponto importante é conhecer bem o seu perfil de investidor e tomar decisões com base nele, uma vez que a definição do perfil tem relação com a tolerância a riscos e expectativas de retornos.

Também é essencial ter um planejamento de risco definido e que seja capaz de lidar com situações momentaneamente desfavoráveis. Diante das oscilações do mercado, é essencial prezar pelo controle emocional e manter a calma para tomar as decisões corretas.

Caso seja necessário, é aconselhável contar com ajuda profissional e investir em uma consultoria especializada, que poderá apontar caminhos e potencializar os ganhos. Quanto maior for a capacidade de análise, de planejamento e de visão ampla dos cenários, melhores serão os retornos obtidos.

Uma carteira de investimentos diversificada ajuda a ter maior segurança, sendo assim, o ideal é analisar as opções mais rentáveis e aplicar com mais confiança, de acordo com as expectativas.

Agora que você já sabe as principais características dos tipos de ações ordinárias e preferenciais, pode analisar qual opção melhor se adapta ao seu perfil de investidor e definir um planejamento que traga os melhores resultados. Com amplo conhecimento, visão estratégica e um planejamento de risco consistente, é possível obter bons retornos.

Gostou do conteúdo? Então, compartilhe-o em suas redes sociais para que mais pessoas se informem sobre os diferentes tipos de ações.


Luana Dennis

Luana Dennis é analista de conteúdos da WeInvest. Como uma grande entusiasta das transformações que a educação financeira e o investimento inteligente e estratégico podem trazer na vida das pessoas ela visa sempre acompanhar de perto o mercado financeiro para produzir conteúdos de alto padrão.


Posts populares: