fbpx Entenda de uma vez por todas o que é um IPO - WeInvest

Entenda de uma vez por todas o que é um IPO



Segundo os principais bancos de investimentos do país, 2019 deve ser um ano repleto de novas empresas entrando na bolsa. Para ter suas ações negociadas na BM&FBovespa uma empresa precisa realizar um IPO e há todo um processo para isso. Mas, poucas pessoas sabem realmente o que é um IPO. Essa é uma informação que fica restrita a poucos investidores, no entanto, hoje te falarei não só o que é um IPO, como também o motivo de uma empresa realizá-lo e como nós, investidores, podemos nos beneficiar com isso.

IPO – O QUE É?

IPO é uma sigla utilizada para se referir ao termo em inglês: Initial Public Offering.  Traduzindo, o termo significa Oferta Pública Inicial, que é o mesmo que, abrir capital na Bolsa de Valores.

Em resumo, essa sigla indica um processo de lançamento das ações de uma empresa no mercado.  Ou seja, é a primeira vez que os proprietários da empresa renunciam de parte dessa propriedade e passam a vender ações – pequenas partes da empresa, para os acionistas em geral.

O principal objetivo que leva uma empresa ao IPO é captar recursos para realizar investimentos e fazer o negócio crescer.

Para uma empresa abrir seu capital na Bolsa ela passa por todo um processo que demora cerca de 1 ano. Os custos são altos, envolve taxas, honorários, outras despesas que ultrapassam a casa dos milhões de reais.

A maioria das organizações designa uma pessoa da equipe para atuar como gerente de projetos e, em seguida, é montada uma equipe de IPO, composta por profissionais como:

  • Banqueiros
  • Advogados
  • Contadores
  • Especialistas da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Nos primeiros meses do processo, as empresas elaboram o prospecto e o divulgam para receber comentários. Esse documento conterá o histórico das demonstrações contábeis dos últimos anos.

Logo depois, os contratos de transição de propriedade são escritos e as demonstrações contábeis são realizadas e devem ser submetidas à auditoria. Feito isso, cerca de três meses antes do IPO o conselho se reúne para analisar a auditoria feita.

Por fim, a companhia deposita seu prospecto junto à CVM e realiza o comunicado de lançamento do IPO na imprensa. Depois disso suas ações podem ser lançadas pela primeira vez no mercado.

POR QUE AS EMPRESAS FAZEM IPO?

As vantagens de fazer um IPO dependem do tipo de empresa e seu segmento, mas a principal para todas elas é, sem dúvida, ter acesso aos recursos dos acionistas.

Com esse dinheiro as empresas podem abrir uma gama de novos caminhos e oportunidades, podendo levar o negócio a outro nível em termos de geração de resultados.

O valor levantado por meio do IPO pode ser utilizado para realizar investimentos dentro da empresa, desenvolver novos produtos e serviços, quitar dívidas, fundar filiais, comprar outras empresas, enfim, há uma série de possibilidades, cabe a cada empresa tomar suas decisões de acordo com seus objetivos.

Além disso, os donos da empresa poderão transformar seu patrimônio em dinheiro com mais facilidade. Eles podem oferecer suas ações no IPO ou em outros momentos pela bolsa, ganhando liquidez que antes não possuíam.

DESVANTAGENS DO IPO PARA EMPRESAS

Existem algumas desvantagens que as empresas devem levar em conta antes de fazerem o IPO.

A principal, como você já deve imaginar, é a burocracia e o custo que ela representa no processo. Como já falamos anteriormente, para lançar um IPO, a empresa precisa de ajuda externa e isso exigirá muito dinheiro.

A ideia é que esses custos sejam recompensados pelo ganho de capital. Entretanto, quanto mais sócios, menos controle os empresários terão sobre a empresa.

O controle diminui, mas as responsabilidades aumentam.

A empresa passa a ser vigiada de perto pelo mercado e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) passa a regular e apurar aspectos do negócio. Todas as atitudes da empresa precisam ser bem pensadas pois uma decisão que o mercado não receba bem pode fazer com que o preço das ações caia.

Os proprietários da empresa perdem um pouco da liberdade sobre o seu negócio, devendo responder ao conselho de administração, bem como aos demais grupos de acionistas.

Além disso, apesar de conseguirem mais liquidez, eles não podem vender uma grande quantidade de seus papéis de uma só vez. Isso porque se o fizessem, estariam dando um sinal de desconfiança para o mercado, o que impactaria negativamente no preço das ações.

Diante disso, é recomendado que apenas empresas sadias entrem no mercado de ações, pois caso existam fragilidades, de uma forma ou de outra, será público. Ou seja, não somente os investidores saberão, mas clientes e colaboradores também, e isso pode fazer com que eles se afastem da companhia por desconfiança.

COMO UM INVESTIDOR PODE SE BENEFICIAR COM UM IPO?

Os investidores que reservam ações em um IPO têm a grande vantagem de poder comprá-las antes delas chegarem ao mercado. Ou seja, é possível comprar papeis por um valor menor do que o do primeiro pregão, dependendo da avaliação.

Quem reserva essas ações pode concretizar grandes lucros nos primeiros dias de bolsa, caso o preço dos papeis dispare. Entretanto, há também o risco de que o IPO valorize os papeis e o mercado não, fazendo com que caia nos primeiros dias.

Logo, os investidores precisam fazer uma ótima análise fundamentalista da empresa para ter uma expectativa sólida de valorização das ações.  Entretanto, essa é uma análise complexa, pois como a empresa ainda não é pública, seus dados são mais restritos.

Logo, é muito importante ler atentamente o prospecto fornecido pela empresa, principalmente na seção fatores de risco.

De forma geral, investir em IPOs pode sim configurar-se como uma boa oportunidade de ganho. Mas é preciso fazer uma análise antes para saber de forma mais precisa em que você está entrando.

Analisamos alguns IPOs realizados no Brasil nos últimos anos e mostramos como você deve fazer para avaliar se vale a pena entrar em um. Confira essa análise aqui

SAIBA MAIS

Quer saber mais sobre IPOs e descobrir quais as empresas que poderão abrir seu capital durante o ano e 2019?

Podemos te dar todas essas informações e ainda  ajudá-lo a analisar quais delas podem ser uma boa oportunidade de investimento.

Oferecemos assessoria gratuita, temos uma equipe de especialistas que poderá deixá-lo por dentro de todas as novidades do mercado financeiro. Não fique de fora! Para ter acesso a tudo isso é simples, basta deixar seus dados conosco.


Luana Dennis

Luana Dennis é analista de conteúdos da WeInvest. Como uma grande entusiasta das transformações que a educação financeira e o investimento inteligente e estratégico podem trazer na vida das pessoas ela visa sempre acompanhar de perto o mercado financeiro para produzir conteúdos de alto padrão.


Posts populares: