Renda passiva e renda ativa: conheça as diferenças



Você conhece as diferenças entre renda passiva e renda ativa? Inicialmente, os termos podem assustar, especialmente quem está começando a entender o mundo das finanças. No entanto, não há muito segredo, e você perceberá que ambos os conceitos são bem simples.

Entender sobre esse assunto é muito importante, pois ajuda a tomar melhores decisões ao fazer investimentos, além de planejar os seus próximos anos e, dessa forma, assegurar um futuro tranquilo e próspero. Portanto, se você ainda tem dúvidas para diferenciar renda passiva e renda ativa, este artigo é para você.

A seguir, explicamos em detalhes o que é a renda passiva e renda ativa, também apresentamos as principais características desses conceitos e abordamos as principais vantagens e desvantagens de cada um. Acompanhe a leitura!

O que é a renda passiva?

A renda passiva se trada do dinheiro que você recebe sem precisar investir o seu tempo, ou seja, podemos dizer que é o capital que a pessoa ganha sem executar uma determinada atividade.

Não é difícil perceber o porquê de a renda passiva ser o sonho de muitos investidores. Afinal de contas, ela proporciona tranquilidade e segurança. Mas como obter a renda passiva? Quais são as principais fontes?

Nesse momento, é preciso ter muita tranquilidade, pois cada um de nós vive em uma realidade diferente. Primeiramente, caso não seja um milionário, certamente você precisará trabalhar com a intenção de acumular capital.

Para isso, verifique o quanto ganha e quais são os gastos mensais. A partir disso, é possível fazer um orçamento doméstico e verificar o quanto é possível poupar em cada mês. Essa quantia pode ser alocada para os investimentos, e são eles que, com o tempo, proporcionam que você tenha uma renda passiva.

Isso ocorre devido ao efeito dos juros compostos. A quantia investida se acumula com o passar do tempo, e isso ajuda o investidor a ter uma renda derivada de suas aplicações, ou seja, não será necessário executar uma atividade para consegui-la.

Além das aplicações financeiras, há outras opções para obter renda passiva. Um exemplo é por meio da venda de livros. Ao criar uma obra literária, o autor continua lucrando com os ganhos gerados no lançamento do livro e com a venda dos exemplares, mesmo muitos anos após a publicação.

Uma das oportunidades mais comuns de obter uma renda passiva são os aluguéis. Nesse caso, você aluga um imóvel por um preço determinado ao inquilino e recebe o valor todos os meses. Uma ótima alternativa de investir em imóveis sem precisar de uma quantia inicial tão alta são os fundos imobiliários.

Os lucros dos negócios, especialmente quando alcançam patamares elevados, também podem garantir a renda passiva, pois não é necessária a sua presença física na empresa para que ela lucre.

O que é a renda ativa?

Diferentemente da renda passiva, a renda ativa se refere ao dinheiro gerado por meio de um trabalho. Dessa forma, quanto mais horas você se dedica, maiores são os seus ganhos no final do mês.

Existem diferentes fontes de renda ativa. Entre as mais comuns, estão os salários, comissões, direitos trabalhistas, honorários e atividades destinadas a complementar uma renda fixa (emprego de motorista de aplicativo, projetos como freelancer, entre outras).

Quais são as vantagens e desvantagens da renda passiva?

A renda passiva apresenta diversos pontos positivos. O primeiro deles é a possibilidade de alcançar a tão sonhada independência financeira. Dessa forma, você não depende do trabalho para pagar suas contas e, principalmente, pode investir seu tempo naquilo que gosta e realizar os seus sonhos, como participar de um intercâmbio, fazer uma viagem, adquirir uma casa própria, entre outras possibilidades.

Outro aspecto positivo da renda passiva é a possibilidade de se aposentar com uma previdência privada. A partir desse tipo de renda, você não dependerá exclusivamente da previdência pública, o que garante mais segurança e tranquilidade para toda sua família.

A principal desvantagem da renda passiva é a necessidade de ter bastante capital para construir uma quantia significativa, já que nem sempre é fácil alcançar esse objetivo. Sem organização e planejamento financeiro, fica praticamente inviável obter essa renda.

Quais são as vantagens e desvantagens da renda ativa?

A renda ativa oferece a possibilidade de acumular riqueza com o passar do tempo a partir dos frutos de um trabalho. Caso você tenha organização e planejamento, pode até destinar parte de sua renda para a realização de investimentos (dessa forma, ocorre a alocação de renda ativa para passiva).

A renda ativa é a maneira usada pela maioria dos brasileiros para acumular riqueza. Como destacamos anteriormente, ela pode ser obtida por meio de salários, comissões, trabalhos autônomos etc.

Por outro lado, vale lembrar que é arriscado viver exclusivamente de renda ativa, já que esse tipo de renda exige que você esteja sempre ganhando uma remuneração suficiente para construir um patrimônio. Nesse caso, os imprevistos podem afetar bruscamente o rendimento mensal, como acidentes, doenças etc.

Diante dessa realidade, é importante saber que o mercado financeiro está cada vez mais acessível e pronto para investidores de perfil mais conservador, que desejam acumular riqueza sem sofrer grandes riscos.

Qual é melhor: renda passiva ou renda ativa?

A renda passiva proporciona mais segurança em relação à renda ativa. No entanto, a melhor maneira de trabalhar com as suas finanças pode ser contando com ambas. Faça trabalhos significados para você e organize a sua carteira de investimentos. Dessa forma, você consegue construir um patrimônio com o passar do tempo.

Entender como funcionam a renda passiva e a renda ativa pode fazer a diferença nos seus planos financeiros. Como vimos, ambas as fontes têm suas utilidades. A ativa permite que você ganhe dinheiro e faça investimentos a partir de ganhos cotidianos. A passiva, por sua vez, ajuda a acumular capital com o passar do tempo. Sabendo disso, estude a possibilidade de combinar as duas formas e garantir a sua segurança financeira.

Gostou das dicas? Se você quiser continuar aprendo sobre as vantagens do mercado financeiro, não perca tempo e entenda como começar a investir em fundos de investimento.


Luana Dennis

Luana Dennis é analista de conteúdos da WeInvest. Como uma grande entusiasta das transformações que a educação financeira e o investimento inteligente e estratégico podem trazer na vida das pessoas ela visa sempre acompanhar de perto o mercado financeiro para produzir conteúdos de alto padrão.


Posts populares: