Planejamento financeiro pessoal: como posso montar o meu?



Você sabe qual é a importância e como montar o seu planejamento financeiro pessoal? Realmente essa tarefa pode parecer burocrática e trabalhosa. No entanto, por meio de algumas práticas, é possível planejar-se bem financeiramente e, assim, realizar os seus sonhos, como a compra de uma casa própria, de um carro, uma viagem ao exterior, intercâmbio, fazer uma faculdade etc.

Está interessado em saber mais sobre o assunto? Neste post, explicaremos detalhadamente os motivos pelos quais você deve montar o seu próprio planejamento financeiro e forneceremos dicas que o ajudarão a fazer esse procedimento. Confira!

Qual é a importância de montar o seu próprio planejamento?

Quem monta o seu próprio planejamento financeiro consegue identificar as receitas e despesas, consegue montar o orçamento e conhecer a realidade financeira. Dessa maneira, é possível adaptá-lo conforme sua situação e a necessidade particular.

A melhor maneira de fazer esse procedimento é por meio da definição de um orçamento familiar. Isso porque, nele você conhecerá justamente todos os ganhos e gastos e poderá adequá-los conforme a sua necessidade. Será possível, por exemplo, cortar ou diminuir gastos supérfluos, verificar o quanto se pode gastar com lazer, definir a quantia que será aportada em investimentos etc.

Como estabelecer o planejamento financeiro pessoal?

Não há muitos segredos em relação a essa pergunta. Basta seguir algumas boas práticas, que você conseguirá planejar bem as suas finanças. Entre as ações que podem ser feitas, estão o hábito de anotar as receitas e despesas, entender a situação financeira atual, poupar e investir dinheiro e ter um fundo de emergência.

Abordaremos sobre essas questões detalhadamente, a seguir.

Anote receitas e despesas

Esse hábito pode até parecer um pouco burocrático, no entanto, isso possibilitará que você conheça todos os seus ganhos e gastos. Por isso, anote, por todos os meses, as receitas e as despesas. Essa prática permitirá que você veja a evolução do que tem gastado e ainda será possível encontrar maneiras de reduzir despesas.

Entenda a situação financeira atual

A anotação dos ganhos e gastos é uma das melhores formas de entender a situação financeira atual. Agora, deve estar se perguntando: qual é a importância disso? O entendimento da sua realidade proporcionará que você faça melhores escolhas com o dinheiro e, principalmente, se planeje da melhor forma com a intenção de realizar os seus sonhos.

Tenha um fundo de emergência

As primeiras etapas em um planejamento pessoal devem ser, respectivamente, eliminar as dívidas (impedir que elas cresçam rapidamente devido ao efeito dos juros compostos) e criar uma reserva de emergência. Esse fundo é fundamental para o uso em situações como acidentes, problemas de saúde, imprevistos etc.

É importante que esses recursos estejam aportados em investimentos seguros e de alta liquidez. Dessa maneira, você poderá contar com o dinheiro quando precisar.

Poupe e invista dinheiro

Essa prática será possível se você gastar menos do que ganha. A melhor forma de se fazer isso é prever sobras no orçamento todos os meses. Assim, você poderá direcionar esses recursos para fazer investimentos. Vale destacar que não há uma aplicação financeira que é melhor para todas as pessoas, pois essa questão depende do perfil de investidor de cada um.

Corte gastos desnecessários

Uma das melhores práticas de fazer um planejamento financeiro pessoal é fazer o corte de gastos desnecessários. Muitas vezes, essa situação pode parecer desconfortável, no entanto, é uma das principais formas de planejar-se financeiramente e de executar as ações a serem feitas.

Agora, você deve estar se perguntando: qual é a melhor forma de saber quais são as despesas que podem ser cortadas ou reduzidas? Uma das principais práticas de conseguir fazer essa ação é por meio da elaboração de um orçamento familiar.

Isso porque, por meio dele será possível observar todas as fontes de receitas e despesas. Dessa forma, ficará mais fácil verificar quais são os gastos supérfluos (os não essenciais) que podem ser reduzidos ou cortados. De forma complementar a essa questão, também é importante evitar fazer compras por impulso. Quando isso é feito frequentemente, mesmo com pequenas quantias, pode gerar prejuízos nas suas finanças.

Elimine dívidas

Outro passo fundamental e, um dos mais importantes, no planejamento financeiro pessoal é a eliminação de dívidas. Isso porque, as despesas são uma das principais vilãs das finanças das famílias e, em muitas situações, acabam com a estabilidade financeira.

Vale destacar que a maior parte das dívidas crescem rapidamente, especialmente aquelas contraídas à prazo. Isso porque, muitas delas crescem sobre o ritmo de juros compostos, o famoso juros sobre juros. Dessa forma, em pouco tempo a despesa estará em um volume muito maior, tornando ainda mais difícil de ser paga.

Além disso, a eliminação de dívidas aumentará o seu acesso ao crédito. Com isso, será mais fácil realizar os seus sonhos. Entre eles estão o financiamento da casa própria, do carro, financiamento estudantil, uma viagem internacional, intercâmbio etc.

Estabeleça meta

O estabelecimento de metas e objetivos são fundamentais para conseguirmos o que desejamos. Essa realidade não é diferente em relação ao mundo das finanças. Isso porque, sem metas fica impossível estabelecer algum foco e saber quais são as ações que precisam ser feitas com a intenção de alcançar um objetivo ou solucionar um problema.

Aplicando esse conceito na parte financeira, existem diferentes metas que podem ser estabelecidas. Entre elas estão, por exemplo a eliminação de dívidas, a formação de uma reserva de emergência, juntar dinheiro para abrir um negócio etc. É importante estipular um tempo para elas serem realizadas e definir pequenas metas, pois elas são fundamentais para que você veja se está mais próximo de realizar o seu objetivo.

O planejamento financeiro pessoal é de fundamental importância para as famílias. Isso porque, quem não se planeja, na maioria das vezes, encontra mais dificuldades para realizar os sonhos, pode entrar em dívidas e encontrar problemas financeiros futuramente. Essa prática pode até parecer trabalhosa, no entanto, se considerarmos os benefícios, vale muito a pena fazê-la.

Você gostou deste post sobre o planejamento financeiro e quer saber mais sobre o tema? Confira este post e entenda quais são os principais pilares dessa prática.


Luana Dennis

Luana Dennis é analista de conteúdos da WeInvest. Como uma grande entusiasta das transformações que a educação financeira e o investimento inteligente e estratégico podem trazer na vida das pessoas ela visa sempre acompanhar de perto o mercado financeiro para produzir conteúdos de alto padrão.


Posts populares: