Erros de investimento: saiba quais são e como evitá-los



Você sabe quais são os principais erros de investimento? Se não souber a resposta para essa pergunta, não se preocupe! Ter dúvidas sobre como investir é perfeitamente normal — especialmente quando se está começando no assunto.

Além disso, pode ser difícil entender exatamente qual é o rumo certo para obter maiores resultados com os investimentos. Há muitas informações por aí e nem sempre elas são claras para quem não é da área.

No entanto, entender quais são esses erros ao investir já é um bom passo para saber quais ações você pode tomar para multiplicar o seu patrimônio. Afinal, já dizia um velho ditado que sábio é aquele que aprende com o erro dos outros. 

Ficou interessado? Então, continue a leitura deste artigo e saiba quais são os principais erros de investimento e como evitá-los!

Não definir objetivos de investimento

Definir os objetivos é o primeiro passo que todo investidor deve tomar. Afinal, se isso não for feito, será muito difícil estruturar uma estratégia.

O seu objetivo é construir uma reserva de emergência? Viajar? Ter dinheiro para uma aposentadoria confortável? Responder a essas questões ajudará você a chegar em um prazo para cada um dos seus objetivos e, com isso, atingir as suas metas de investimento.

Lembre-se de que você pode ter mais de um objetivo e que cada um deles pode ter uma data limite diferente. A dica é definir metas de curto, médio e longo prazo, além de definir estratégias específicas para cada uma delas.

Não conhecer o seu perfil de investidor

Você sabia que existem diferentes tipos de investidor? Entender qual é o seu perfil ajudará na escolha das aplicações financeiras que melhor se encaixam com as suas expectativas e com os seus objetivos.

Podemos dizer que existem, basicamente, três perfis de investidor: o conservador, o moderado e o arrojado. Veja as características sobre cada um deles:

  • conservador: é o sujeito que é menos tolerante a riscos. Esse indivíduo está disposto a investir em aplicações com menor rendimento, mas que têm alta liquidez;
  • moderado: é um pouco mais tolerante a riscos e está disposto a investir em aplicações financeiras que trarão melhor retorno financeiro a longo prazo. Apesar disso, esse perfil ainda preza muito pela segurança do seu patrimônio;
  • arrojado: é o mais tolerante a riscos e busca maior retorno financeiro a longo prazo. No entanto, é importante ressaltar que esse perfil não é irresponsável com o seu patrimônio, ele apenas busca alternativas de maior ganho.

O perfil do investidor é o que ditará o tipo de aplicação financeira que ele vai escolher e como ele montará a sua carteira de investimentos. Por isso, é fundamental entender em qual deles você se encaixa para escolher aplicações financeiras de forma responsável e que atendam suas necessidades.

Assumir riscos maiores do que pode suportar

Você se lembra de quando dissemos que o investidor arrojado é diferente de ser irresponsável? A questão é que, enquanto o primeiro estuda e escolhe cuidadosamente onde aplicará o dinheiro, o indivíduo irresponsável toma medidas inconsequentes, visando maior retorno financeiro, mas sem entender os perigos e sem construir uma boa reserva de emergência.

Dessa forma, ele corre o risco de ter prejuízo com seus investimentos, em vez de lucrar de maneira sustentável e saudável.

Investir com dúvidas

Quando você está lidando com o seu dinheiro, todo cuidado é pouco. Por isso, antes de mais nada, é muito importante tirar todas as suas dúvidas antes de escolher uma aplicação. Estude os termos do mercado financeiro, confira as notícias e ouça a opinião de especialistas. Só assim você terá muito mais segurança na hora de investir.

Não manter a continuidade

Seja qual for o seu objetivo, manter a consistência é fundamental. Por isso, é importante que todos os meses você destine um valor para as suas aplicações financeiras, por menor que seja.

Afinal, os títulos públicos — e até mesmo algumas ações — possibilitam que você invista com menos de R$ 30,00. Desse modo, você não perde o hábito de investir e ainda acompanha o rendimento das suas aplicações com maior frequência.

Não diversificar a carteira de investimentos

Você já ouviu a expressão “não coloque todos os ovos na mesma cesta”? Isso significa que você não deve aplicar todo o seu dinheiro em um único tipo de investimento.

Existem diversos produtos financeiros no mercado, alguns deles são:

  • títulos públicos: são papéis emitidos pelo Tesouro Nacional. De certa forma, é como se o investidor emprestasse dinheiro para o governo e o recebesse de volta acrescido de juros;
  • ações: são uma fração do capital social de uma empresa. Ao adquirir a ação — ou uma fração de ação —, o indivíduo se torna um sócio minoritário da empresa;
  • fundos de investimentos: essa modalidade consiste em reunir dinheiro de diversas pessoas — chamadas de cotistas — e deixar que um gestor, profissional especialista em investimentos, cuide desses recursos. Os cotistas, então, recebem ganhos a partir da aplicação do fundo no mercado financeiro.

Conforme mencionado, existem ainda inúmeros produtos no mercado financeiro. Por isso, é importante se informar sobre o assunto e até mesmo conversar com especialistas para conhecer todas as oportunidades e riscos do mercado.

Não acompanhar as notícias do mercado financeiro

Finalmente, um dos principais erros de investimento é não se manter informado sobre o assunto. O mercado financeiro muda a todo momento e, com ele, as oportunidades de investimentos. A recente queda dos juros, por exemplo, tornou os investimentos de renda fixa pouco atrativos. Portanto, é fundamental dedicar alguns minutinhos diários para se informar sobre o cenário econômico.

Os erros de investimento podem ser facilmente evitados quando a informação é a sua aliada na hora de aplicar o dinheiro. Por isso, fique atento às novidades do nosso blog e de outros canais de conteúdo sobre o tema!

E você, já definiu seus objetivos? Então, está na hora de fazer o planejamento financeiro. Confira nosso artigo sobre por que o planejamento financeiro é tão importante para quem quer investir e se mantenha informado!


Luana Dennis

Luana Dennis é analista de conteúdos da WeInvest. Como uma grande entusiasta das transformações que a educação financeira e o investimento inteligente e estratégico podem trazer na vida das pessoas ela visa sempre acompanhar de perto o mercado financeiro para produzir conteúdos de alto padrão.


Posts populares: