, Rating de classificação dos bancos brasileiros | WeInvest ,

Rating de classificação dos bancos brasileiros

RATING DE CLASSIFICAÇÃO DOS BANCOS BRASILEIROS

O rating é uma nota que as agências de classificação de risco de crédito atribuem a um emissor, pode ser um país, empresa ou banco, de acordo com sua capacidade de honrar uma dívida. Serve para que investidores saibam o nível de risco dos títulos de dívida que estão adquirindo.

Atualmente, há três principais agências de rating que são: Standard & Poor’s (S&P), Fitch e Moody’s. Cada uma delas possui uma denominação de risco própria, conforme mostrado abaixo.

    
S&PFitchMoodys
AAAAAAAaa
AA+AA+Aa1
AAAAAa2
AA-AA-Aa3
A+A+A1
AAA2
A-A-A3
BBB+BBB+Baa1
BBB+BBB+Baa2
BBB-BBB-Baa3
BB+BB+Ba1
BBBBBa2
BB-BB-Ba3
B+B+B1
BBB2
B-B-B3
CCC+CCaa1
CCCCaa2
CCC-Caa3
CCCa
C
DDC

Nesse sentido, cada uma dessas agências atribui uma classificação (rating) para as instituições financeiras. Desde já, cabe ressaltar que cada título emitido por um dos bancos listados possui uma nota de rating, que pode ser diferente da nota da instituição.

Para entender melhor cada uma dessas categorias confira a tabela abaixo:

     
BancoS&PFitchMoodys
BMGA-Baa3
PanA
PineBBB-BBB+
CitibankAAA
BBMAAA
ABC BrasilAAA
OriginalA-BBB
BTG PactualAA-
FidisAAA
BS2BBB
Caixa GeralA-
FibraBBB-
GMACAAA
HaitongAA+
Luso BrasileiroBB-
OmniBBB
SofisaA+
DaycovalAA
Paraná BancoAA-
Itau UnibancoAAAAAAA1
Banco do BrasilBB-AABa2
Caixa Economica FederalAAAAA
BradescoAAA
SantanderAA-A2
BNDESAA
AgibankBBB
Banco AlfaAA
SofisaA+
Morgan StanleyAAA
MIZUHOAaa
BNP PARIBASAAA
SafraAAA
ModalBaa2

RATING DE CRÉDITO DE EMISSÃO DE LONGO PRAZO

 

AAA

Quando a obrigação é avaliada em ‘AAA’ tem o rating mais alto atribuído pela S&P Global Ratings. A capacidade do devedor de honrar seus compromissos financeiros relativos à obrigação é extremamente forte.

AA

Dessa forma, uma obrigação avaliada em ‘AA’ difere ligeiramente das obrigações com o rating mais alto. A capacidade do devedor de honrar seus compromissos financeiros à obrigação é muito forte.

e-book tipos de investimento

A

A obrigação avaliada em ‘A’ é de certa forma mais suscetível aos efeitos adversos de mudanças nas circunstâncias e nas condições econômicas do que as obrigações nas categorias mais altas. No entanto, a capacidade do devedor de honrar seus compromissos financeiros relativos à obrigação ainda é forte.

 

BBB

Quando a obrigação é avaliada em ‘BBB’ apresenta parâmetros de proteção adequados. No entanto, é mais provável que condições econômicas adversas ou mudanças nas circunstâncias enfraqueça, a capacidade do devedor de honrar seus compromissos financeiros relativos à obrigação.

 

BB; B; CCC; CC e C

Obrigações avaliadas em ‘BB’, ‘B’, ‘CCC’, ‘CC’ e ‘C’ apresentam características especulativas significativas. ‘BB’ indica o menor grau de especulação e ‘C’, o maior. Embora essas obrigações provavelmente apresentem algumas características de qualidade e proteção, estas podem ser contrabalanceadas por grandes incertezas ou pela maior exposição a condições adversas.

 

BB  

Uma obrigação avaliada em ‘BB’ é menos vulnerável ao não pagamento do que outras emissões em grau especulativo. No entanto, enfrenta grandes incertezas no momento ou exposição a condições adversas de negócios, financeiras ou econômicas que poderiam afetar a capacidade do devedor de honrar seus compromissos financeiros relativos à obrigação.

 

B 

Obrigações avaliadas em ‘B’ são mais vulneráveis ao não pagamento do que as obrigações com rating ‘BB’, mas o devedor tem atualmente capacidade para honrar seus compromissos financeiros relativos à obrigação. Condições adversas de negócios, financeiras ou econômicas provavelmente prejudicariam a capacidade ou a disposição do devedor de honrar seus compromissos financeiros relativos à obrigação.

 

CCC

A obrigação avaliada em ‘CC’ é atualmente vulnerável ao não pagamento e depende de condições favoráveis de negócios, financeiras e econômicas para o devedor honrar seus compromissos financeiros relativos à obrigação. No caso de condições adversas de negócios, financeiras ou econômicas, o devedor provavelmente não será capaz de honrar seus compromissos financeiros relativos à obrigação.

 

CC 

Por outro lado, quando uma obrigação é avaliada em ‘CC’ está, no momento, altamente vulnerável ao não pagamento. Portanto, o rating ‘CC’ é atribuído quando o default ainda não ocorreu, mas a S&P Global Ratings espera que seja praticamente certo, independentemente do tempo previsto par que se concretize.

 

Do mesmo modo, cbrigações avaliadas em ‘C’ é, no momento, altamente vulnerável ao não pagamento, e esperamos que obrigação apresente senioridade relativa inferior ou recuperação total inferior àquelas das obrigações que possuem rating mais alto.

 

A obrigação avaliada em ‘D’ está em default em relação ao pagamento ou descumprimento de uma promessa imputada. Para instrumentos não híbridos de capital, a categoria de rating ‘D’ é usada quando os pagamentos de uma obrigação não são feitos no vencimento, salvo se a S&P Global Ratings acreditar que serão realizados dentro de cinco dias úteis na ausência de qualquer período de carência ou dentro do período de carência , ou dentro de 30 dias corridos.

 

O rating ‘D’ também será utilizado mediante o registro de uma ação de falência ou tomada de ação similar e quando o default de uma obrigação é praticamente certo, por exemplo, em função de provisões de suspensão automática (stay provisions). O rating de uma obrigação é rebaixado para ‘D’ no evento de uma oferta de troca da dívida distressed.

 

Tem alguma dúvida? Deixe seu comentário aqui ou entre em contato com um de nossos especialistas.

 

Aproveite para ver outros textos do nosso site

  Melhores investimentos para 2020

  Como apurar o imposto de renda dos fundos imobiliários

  Fundos imobiliários ou imóveis, qual é melhor?

  Aprenda agora como montar sua própria planilha de gastos

  Como comparar um CDB com LCI E LCA?

 

Sumário
RATING DE CLASSIFICAÇÃO DOS BANCOS BRASILEIROS
Nome do artigo
RATING DE CLASSIFICAÇÃO DOS BANCOS BRASILEIROS
Descrição
O rating é uma nota que as agências de classificação de risco de crédito atribuem a um emissor, pode ser um país, empresa ou banco, de acordo com sua capacidade de honrar uma dívida.
Autor
Nome do publicador
WeInvest
Logo do publicador


Luana Dennis

Luana Dennis é analista de conteúdos da WeInvest. Como uma grande entusiasta das transformações que a educação financeira e o investimento inteligente e estratégico podem trazer na vida das pessoas ela visa sempre acompanhar de perto o mercado financeiro para produzir conteúdos de alto padrão.


E ai, o que achou? Deixe o seu comentário!

  1. Bernardo Gobira 10 de dezembro de 2019 as 18:21

    Esse artigo foi essencial para eu avaliar o risco do meu CDB antes de investir.
    Por mais que tenha garantia do FGC é importante levar em consideração o rating dos bancos.

    Responder
  2. Rian Miranda 24 de dezembro de 2019 as 11:47

    Bom dia,

    Gostaria de saber qual foi a data de lançamento deste artigo.
    Se ele for recente, utilizarei como base para meus investimentos (obs: estou escrevendo em 24/12/19).
    Muito Obrigado!

    Responder
    • WeInvest 24 de dezembro de 2019 as 14:17

      Boa tarde Rian, o artigo foi publicado no meio desse ano, no entanto, o atualizamos todos os meses.

    • Rian Miranda 31 de dezembro de 2019 as 11:37

      Muito obrigado pela resposta.
      Gostei muito do artigo. Certamente vou revisá-lo nos proximos meses.

  3. Leonardo costa 12 de janeiro de 2020 as 21:08

    Muito boa a explicação de forma clara e objetiva

    Responder
  4. Leonardo costa 12 de janeiro de 2020 as 21:09

    Esclarecedor o conteúdo sobre ranting

    Responder
  5. резюме образец скачать педагога 22 de janeiro de 2020 as 17:26

    I have read so many posts concerning the blogger lovers except this post is genuinely a fastidious post, keep it up.| а

    Responder

Posts populares: