, Quais são os tipos de fundos de investimento? | WeInvest ,

Quais são os tipos de fundos de investimento?

fundos de investimento

Primeiramente, diversificar a sua carteira é a estratégia mais indicada para alcançar uma rentabilidade maior. Porém, você conhece os tipos de fundos de investimentos existentes no mercado? Para as pessoas que não têm conhecimento avançado ou que têm medo de investir na bolsa de valores, os fundos são atrativos pela sua praticidade.

Você delega a tarefa de encontrar as melhores oportunidades para um gestor, que é experiente e está preparado para tomar as decisões certas. Quer entender as características de cada fundo e saber qual é mais indicado para o seu perfil? Continue a leitura!

FUNDOS DE RENDA FIXA

Os fundos que são classificados como renda fixa precisam ter 80% ou mais do seu patrimônio investido nessa modalidade. Em geral, os gestores procuram os títulos públicos e os títulos privados, como CDB, LCI e LCA, ou podem comprar cotas de outros fundos de investimento. O fator de risco desses fundos é ligado à variação na taxa de juros ou no índice de preços. Dessa forma, os fundos indexados tentam seguir algum indicador, como o CDI, que acompanha a Taxa Selic. Enquanto isso, os fundos ativos buscam aproveitar a flutuação das taxas no futuro, com estratégias de curta, média e longa duração.

Existem os fundos que investem no exterior, mas há uma restrição de 40% dos recursos em títulos internacionais. No caso dos fundos de dívida externa brasileira, é obrigatório que, pelo menos, 80% dos recursos estejam alocados nessa classificação. Portanto, essas informações são disponibilizadas antes de você investir no fundo. Os fundos de renda fixa são recomendados para os perfis conservadores, que prezam pela segurança do seu patrimônio e não desejam perder dinheiro. É uma excelente forma de experimentar o mercado e entender como funciona a rentabilidade sem correr riscos elevados, ainda mais se comprar cotas de um bom fundo.

FUNDOS DE AÇÕES

Os fundos de ações são obrigados a investir, no mínimo, 67% dos seus recursos em ações, certificados de depósito de ações, cotas de fundo de ações e outros produtos similares. Esses fundos podem ter o objetivo de acompanhar ou superar algum índice, como o Ibovespa. As estratégias dos fundos são explicitadas nas suas regras. Existem aqueles mais conservadores, que tentam superar o rendimento da renda fixa sem expor os recursos a grandes riscos. Por outro lado, os fundos arrojados querem maximizar os ganhos e, pela volatilidade dos ativos, podem ter perdas em certos períodos. Conheça algumas das estratégias adotadas nos fundos de ações:

  • Long Only: fundos que adotam essa estratégia operam esperando uma valorização dos ativos e por isso, compram-nos.
  • Long & Short: fundos que fazem operações comprando e vendendo dois ativos na mesma transação, de forma simultânea.
  • Long Biased: fundos que têm a tendência de operar comprado, ganhando na alta, porém podem também manter posições vendidas, ganhando quando o preço das ações caem.

É importante frisar que os fundos de ações são considerados investimentos de longo prazo, ou seja, devem compor a sua carteira por alguns meses para trazer resultados. Ao contrário da modalidade anterior, eles têm a maioria dos seus recursos aplicados na bolsa de valores, que varia com frequência em apenas um dia. Nesse sentido, os fundos de ações são recomendados para pessoas que estão dispostas a aumentar o seu patrimônio no longo prazo, mesmo que isso represente oscilações momentâneas de curto prazo. Porém, esse investidor ainda não desenvolveu completamente os seus conhecimentos e repassa as decisões para um profissional.

Fundos de investimento

FUNDOS MULTIMERCADOS

Ficou na dúvida entre ser conservador e apostar na renda fixa ou correr mais riscos e aumentar os ganhos na renda variável? Os fundos multimercados são uma mescla dos dois anteriores, o que os coloca como uma opção interessante para os investidores. Porém, são divididos em variados níveis e estratégias. A característica desses fundos é que eles dão mais liberdade para o gestor escolher os ativos e aplicar a sua estratégia. Dessa maneira, é recomendado que o investidor leia com calma as suas regras para entender os tipos de produtos em que ele pretende alocar os recursos para não ter surpresas.

Como um fundo multimercado tem diversas estratégias, o gestor pode criar uma política de alocação de ativos e seguir regras específicas na hora de montar a carteira. Por outro lado, ele tem a possibilidade de não definir essa alocação previamente e acompanhar a movimentação do mercado para tomar as suas decisões. Os fundos multimercados são um segundo passo na trajetória do investidor. Depois de entender que a poupança não é um bom negócio e explorar a renda fixa, ele está pronto para alocar uma parte da sua carteira em produtos mais complexos, que podem alavancar os seus ganhos, sem precisar entrar diretamente na bolsa de valores.

FUNDOS CAMBIAIS

Como o próprio nome sugere, os fundos cambiais estão atrelados a uma estratégia de aproveitar a variação das moedas estrangeiras. Pela legislação, essa modalidade precisa ter, no mínimo, 80% dos seus recursos alocados direta ou indiretamente nesses produtos, como os derivativos e as moedas propriamente ditas.

Os Fundos Cambiais Dólar são os mais difundidos, justamente porque a moeda americana é acompanhada de perto pelos brasileiros (pela vontade de viajar e pela variação do preço dos produtos). Assim, quando há uma valorização do dólar, esses fundos chamam a atenção dos investidores. Como mexem com o câmbio, que é um assunto geralmente de difícil compreensão, os fundos cambiais são considerados uma alternativa aos fundos de ações. A vantagem é que o fundo pode lucrar em momentos ruins da economia brasileira, quando outros produtos perdem rentabilidade. dólar

SAIBA MAIS 

É possível alocar todos os tipos de fundos de investimentos na sua carteira, já que a diversificação é uma estratégia para minimizar os riscos de mercado. Dessa forma, a principal dica é entender o seu perfil de investidor e decidir a porcentagem de recursos que ficarão na renda fixa e na renda variável, renovando periodicamente a estratégia. Afinal, para ter sucesso na sua estratégia de investimentos, é fundamental ter o controle do seu dinheiro. Aprenda a fazer um planejamento financeiro eficiente! Você também pode receber grandes oportunidades do mercado financeiro e pode contar com a ajuda de um especialista em investimentos para montar uma carteira que combine com seu perfil e objetivos.

 

Aproveite para ver outros textos do nosso site

👉 Melhores investimentos para 2020

👉 Como apurar o imposto de renda dos fundos imobiliários

👉 Fundos imobiliários ou imóveis, qual é melhor?

👉 Rating de classificação do bancos brasileiros

👉 Como comparar um CDB com LCI E LCA?

 

Sumário
QUAIS SÃO OS TIPOS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO?
Nome do artigo
QUAIS SÃO OS TIPOS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO?
Descrição
Quer entender as características de cada fundo de investimento e saber qual é mais indicado para o seu perfil? Acesse aqui e aprenderá tudo isso.
Autor
Nome do publicador
WeInvest
Logo do publicador


Luana Dennis

Luana Dennis é analista de conteúdos da WeInvest. Como uma grande entusiasta das transformações que a educação financeira e o investimento inteligente e estratégico podem trazer na vida das pessoas ela visa sempre acompanhar de perto o mercado financeiro para produzir conteúdos de alto padrão.


E ai, o que achou? Deixe o seu comentário!

Posts populares: